quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Dia da Bailarina

Marcela Benvegnu

Hoje é dia 1 de setembro.... trabalho numa Companhia de Dança e nem me lembrei que era Dia da Bailarina. Ando não me lembrando de muitas coisas, de muitas pessoas. Mas isso vai mudar. Mudou já. Preciso antesme lembrar de mim... 
Enfim... escrevi um texto sobre a "bailarina" para a Erika Novachi, primeiro minha amiga, minha irmã gêmea, depois minha sócia no Congresso Internacional de Jazz Dance por diversos motivos... Como nós (eu e ela) gostamos resolvi dividir com vocês. 
O texto também é um pouco para mim.... 



Para Erika Novachi
 
Ser bailarina é se encontrar todo dia, se reencontrar a cada passo.
Ser bailarina é se olhar no espelho e se reconhecer.
Ser bailarina é ter uma referência e ver que com o tempo você não precisa mais dela para sonhar.
Ser bailarina é acordar a todo tempo para uma nova realidade.
Ser bailarina é se reinventar a cada coreografia, gesto ou palavra.
Ser bailarina é encontrar a própria linguagem e ver que o seu corpo é capaz de dançar várias delas.
Ser bailarina é poder se reconhecer no corpo do aluno que tem você como referência.
Ser bailarina é se permitir sonhar por meio dos movimentos.
Ser bailarina é poder saber que nao é feio chorar porque cresceu.
Ser bailarina é sentir algo diferente a cada dia.
Ser bailarina é se permitir sentir o que quiser, sempre, sem se preocupar com o dia de amanhã.
Ser bailarina é viver o todo e não a metade inteira.
Ser bailarina é transformar o tempo em momento.
 

2 comentários:

*May Lopes disse...

Parabens pra nós!
=)

Anônimo disse...

Menina Linda,

Parabéns pela poesia sobre a bailarina, vc colocou em palavras a magia da dança. Vc é 10 !
Qto ao se lembrar ... lembre-se de coisas boas e que realmente interessam. As vezes, as lembranças nos machucam.
Fique com Deus !

Thank you, Dance!

by Judy Smith "