sexta-feira, 21 de março de 2008

Mundo de cheiros


Marcela Benvegnu

Mundo Perfumado” é um espetáculo da contemporaneidade. Em cena não existem regras, linearidade. Os movimentos únicos e inquietos dos corpos despertam sensações variadas e profundas; reflexões, críticas, interpretações: dança. Criado para comemorar os 25 anos do Grupo de Dança 1º Ato, de Belo Horizonte, a coreografia que tem direção de Suely Machado e concepção de Alex Dias, será apresentada no Centro Coreográfico do Rio de Janeiro a partir de hoje, às 20h. A montagem também pode ser vista amanhã, domingo, e nos dias 14, 15 e 16 de março.

Na montagem, o corpo do bailarino é, ao mesmo tempo, meio e mensagem. Coreografia e música se completam, ora inquietantes, ora suaves. Um universo pulsante criado pela vontade de dizer, de dançar, de encontrar respostas para as dúvidas de hoje e sempre. Em “Mundo Perfumado”, a característica do 1º Ato, de se aprofundar na dramaturgia do gesto, mostra-se cada vez mais presente.O trabalho recebeu o 10º Prêmio Sesc Sated, na categoria melhor espetáculo, melhor bailarino, bailarina, trilha sonora (André Abujamra), iluminador (Jorginho de Carvalho) e equipe técnica, além do 2º Prêmio Usiminas/Sinparc, nas categorias melhor bailarino, bailarina revelação e melhor espetáculo no Festival de Almagro.

Segundo a crítica de dança Cássia Navas “em ‘Mundo Perfumado’, a dança é atitude extremada do ser-estar, reinventando-se vida em cena, aguçando-se sentidos, desvelando-se impalpáveis rastros do humano pinçados em vasto mundo. Pela circulação entre e dos sentidos entrevemos os belos, os grotescos, os cômicos, os encantadores e os trágicos de cada intérprete, no palco, representantes de alguns de nossos perfumes essenciais. Rastros deste perfume permanecem no ar, empurrados para a platéia pelo vento furioso da música ou por brisa sutil. Depois de tanta dança e música ventando os odores do todo acontecido, fica conosco um mundo perfumado. Aspire, aproveite, divirta-se”.

DIREÇÃO — Suely é bailarina e coreógrafa formada em dança moderna. É diretora e fundadora do 1º Ato Centro de Dança e do Grupo de Dança Primeiro Ato, desde 1982, tendo produzido, co-dirigido e dirigido suas principais montagens. Ao longo desses anos, o Grupo atingiu lugar de destaque no cenário da dança contemporânea do Brasil e exterior, colecionando críticas e premiações significativas. A diretora também é a presidente da Unidança (Associação Mineira de Dança Artística Acadêmica), membro da Rede Cultural Mercosul e parceira do Projeto Social Reinventando a Escola, da comunidade da Barragem de Santa Lúcia em Belo Horizonte.

Nenhum comentário: