sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Para pensar a dança

Foto:: Denise Xavier
Legenda: A Quasar Jovem, de Goiânia, apresenta o espetáculo ‘Primeiros Movimentos’


Marcela Benvegnu

O tema do 2º Fórum de Dança Ourinhos, que discute os rumos da dança no país — e tem foco nas políticas públicas e responsabilidades sociais — termina domingo na cidade paulista. De caráter nacional, o evento é voltado à discussão sobre os caminhos da dança e à avaliação de diferentes formas de movimento. Em paralelo, oferece também ao público uma programação com apresentações de companhias nacionais e internacionais.

Ao longo da programação o fórum contou com pensadores da dança, das artes cênicas e da cultura brasileira, para promoverem os debates. Entre os presentes estavam André Sturm, coordenador da Unidade de Fomento da Secretaria da Cultura de São Paulo; Maria Lúcia Santaella, da pós-graduação em Comunicação e Semiótica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo; Lúcia Camargo, presidente da Fundação Palácio das Artes, de Minas Gerais; Marcos Gallon, curador da Galeria Vermelho; Leandro Knopfhotz, curador/diretor do Festival de Curitiba; e Márika Gidali, diretora do Ballet Stagium, entre outras.

O evento teve como foco questões fundamentais. “Formação de platéia, interdisciplinaridade, responsabilidade social e políticas públicas”, apontou Cássia Navas, uma das mediadoras do evento. Os debates foram transcritos, documentados e editados para serem transformados numa publicação e um DVD, ambos com tiragem de 1.500 cópias, que serão disponibilizadas para bibliotecas, centros culturais e espaços de dança pelo país.

Na programação artística destacaram-se apresentações da Cia. Brasileira de Dança, do Rio de Janeiro; o DeAnima, também carioca; o grupo Raça, de São Paulo; além do Ballet Folclórico da Bielorússia e as companhias locais — Cia. Ourinhos de Dança, Cia. Experimental Ourinhos e Escola de Bailado de Ourinhos. Hoje o palco do Teatro Miguel Cury, às 20h, será ocupado pela Quasar Jovem, de Goiânia, com o espetáculo “Primeiros Movimentos”.

Amanhã — no mesmo horário e local — é a vez da Escola Municipal de Bailado, da Cia. Ourinhos, com “Mademoiselle Miroir”, e no domingo, a Escola do Teatro Bolshoi, de Joinville, traduz a fusão dos trabalhos clássicos e contemporâneos nos seus movimentos em “Chopiniana” e “Se Eu Te Contasse Meu Segredo”.
¤
PARA VER —2º Fórum de Dança Ourinhos. Hoje Quasar Jovem. Amanhã, “Mademoiselle Miroir”, e domingo, “Chopiniana” e “Se Eu Te Contasse Meu Segredo”. As apresentações acontecem no Teatro Miguel Cury (rua Nove de Julho, 496), em Ourinhos. Ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada). Mais informações (14) 3324-7848.

Nenhum comentário:

Revista de Dança

Queridos amigos e seguidores do Tudo É Dança, Escrevo hoje para dividir com vocês todos, que dançam comigo aqui durante todos esses anos, ...