segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Em tempo de Natal

Crédito: Reginaldo Azevedo

Marcela Benvegnu

Há 25 anos a mesma cena se repete. O Cisne Negro Escola de Balé, junto a sua companhia de dança, montam em São Paulo, “O Quebra-Nozes”, obra do balé de repertório montada por Marius Petipa (1818-1910), com música de Pyotr Ilych Tchaikovsky (1940-1893). Porém, este ano, a montagem que entra em cartaz no Teatro Alfa, em São Paulo, entre os dias 11 e 21 de dezembro encerrando a Temporada de Dança do espaço promete.
Com o intuito de ressaltar o talento de artistas nacionais que atuam com grande sucesso no exterior, a diretora da montagem, Hulda Bittencourt convidou como solistas, Thiago Soares (primeiro bailarino do Royal Ballet, de Londres), Marcelo Gomes (primeiro bailarino do American Ballet Theatre, de Nova York), e Denise Siqueira (solista da Cisne Negro). A montagem também comemora os 31 anos de criação da companhia, que é sucesso de público e de crítica no Brasil e exterior. Além do elenco fixo da companhia e elenco contratado especialmente para esta produção, sobem ao palco do Alfa mais de 120 artistas.
A criação de “O Quebra Nozes” foi inspirada em uma adaptação francesa de um trecho do conto “Nussknacker und Mauserkonig” (“Quebra-Nozes e o Rei dos Camundongos”), de Hoffmann. Tchaikovsky se encantou com as colorações sinistras e fantásticas que envolvem a história e compôs a música para o balé. O resultado é uma obra repleta de fantasia e romantismo.
Encenado em dois atos, o balé conta a fantasia de Clara, uma menina que na noite de Natal ganha muitos presentes, mas se encanta de uma maneira especial por um deles, um boneco quebra-nozes. Quando todos vão dormir, Clara vai à sala para brincar com seu novo presente adormece e entra no mundo da fantasia. Os brinquedos ganham vida, dançam, lutam, viajam para o reino das neves e reino dos doces, onde Clara e seu príncipe são homenageados com danças típicas de vários países e com um gracioso pas-de-deux da fada açucarada.
Este ano a Temporada da Dança do Alfa recebeu espetáculos importantes do cenário da dança mundial como Cie. de Philip Decouflé, Grupo Corpo, Companhia Deborah Colker, Balé da Ópera de Lyon, São Paulo Cia. de Dança e Quasar Cia. de Dança.
¤
PARA VER — “O Quebra-Nozes”, com a Cisne Negro Cia. de Dança e convidados. De 11 a 21 de dezembro de 2008, no Teatro Alfa (rua Bento Branco de Andrade Filho, 722), em São Paulo. Os ingressos custam entre R$ 40 e R$ 80. Data, local e horário foram enviados pelos organizadores. Mais informações (11) 5693-4000.

2 comentários:

Anônimo disse...

Ah! Bailar é mais do que rodopiar é ver o mundo em infinitas sensações, é mudar a lei da gravidade é se tornar anti-gravitacional!

Ana Marly de Oliveira Jacobino
Coordenadora do Sar@u Literário Piracicabano e do http://agendaculturalpiracicabana.zip.net/

Anônimo disse...

Ah! Bailar é mais do que rodopiar é ver o mundo em infinitas sensações, é mudar a lei da gravidade é se tornar anti-gravitacional!

Ana Marly de Oliveira Jacobino
Coordenadora do Sar@u Literário Piracicabano e do http://agendaculturalpiracicabana.zip.net/