sábado, 16 de agosto de 2008

Arte em Sua Vida é lançado


Marcela Benvegnu

As atividades do Instituto Arte em Sua Vida — entidade filantrópica com certificação de Organização de Sociedade Civil de Interesse Público — que desenvolve o projeto Criança Fazendo Arte, vem rendendo frutos. As 31 crianças, de 7 a 12 anos com baixa renda familiar, atendidas pelo projeto que ministra aulas de balé clássico, já estão fazendo apresentações. Uma delas acontece hoje, às 19h30, na Società Italiana di Mutuo Soccorso de Piracicaba — parceira do projeto — no lançamento oficinal do instituto. Na noite também figuram trabalhos do Studio 415 e da Oficina da Dança.
Divididas em duas turmas — períodos da manhã e tarde —, elas têm aulas com duração de uma hora e 30 minutos com profissionais especializados como Débora Zambello, Daniela Zambello e Camilla Pupa, recebem uniforme completo, lanche e vale-transporte. Presidido por Adriana Dedini Ricciardi, o instituto vê na realização do projeto o acesso direto à educação. “Temos o objetivo de formar as bailarinas e colocá-las no mercado de trabalho. A primeira apresentação das meninas aconteceu no evento De Portas Abertas, na Dedini Indústrias de Base, que é a patrocinadora do projeto. As meninas são filhas de funcionários da empresa”, conta Adriana.
“A apresentação delas foi um sucesso. Nos surpreendemos com a seriedade em que as crianças encararam a apresentação”, revela Tânia Lacreta, vice-presidente do instituto, que prevê a ampliação do número de crianças atendidas. “Nosso objetivo é o de atender 100 crianças, mas para isso precisamos de novas parcerias. Queremos que as empresas percebam que podem apoiar um projeto em que seus próprios filhos serão beneficiados, além de ter abatimento fiscal”, aponta.
¤
EDUCAÇÃO — Anteontem as bailarinas se apresentaram novamente. O palco desta vez foi o do Teatro Municipal “Dr. Losso Netto”, na “Grande Gala Piracicabana de Dança”, que lançou oficialmente a Cedan (Companhia Estável de Dança) de Piracicaba na cidade que tem direção artística de Camilla Pupa. As crianças apresentaram “A Bailarina”, de Daniela Zambello e Débora Zambello, e “Movimento Sincopado”, de Camilla. As coreografias serão reapresentadas hoje. “A apresentação no Teatro foi muito importante para todos. É preciso mostrar a sociedade o desenvolvimento técnico e artístico das crianças”, afirma Adriana.
A continuidade do projeto visa aulas de dança moderna, história da dança, higiene bucal, nutrição, arte e outras. Os alunos só podem faltar duas vezes ao ano sem justificativa e devem ir bem na escola. O custo que o instituto tem por ano com cada criança é de R$ 1.224. Aqueles que se interessarem em apoiar as ações do podem entrar em contato com as diretoras pelos telefones (19) 3434-0506 (Adriana) ou (19) 3434-9788 (Tânia).

Nenhum comentário:

Revista de Dança

Queridos amigos e seguidores do Tudo É Dança, Escrevo hoje para dividir com vocês todos, que dançam comigo aqui durante todos esses anos, ...