sábado, 16 de agosto de 2008

‘Traces’ chega ao Brasil

Crédito: Natasha Fillion

Marcela Benvegnu

Desde que foi fundada em 2002, na cidade de Montreal, a companhia Les 7 Doigts de La Main/7 fingers percorreu uma trajetória que pode ser considerada fulminante. Foram precisos poucos anos para estabelecer um currículo de apresentações celebradas em todo o mundo, passagens aplaudidas pelos principais festivais do gênero e uma coleção de críticas que celebram o inusitado mix de artes circenses e acrobacias tradicionais chinesas misturadas a esportes de rua — como basquete e skateboarding — piano, dança, teatro, humor e instalações visuais, apresentado pela companhia. Pela primeira vez a trupe chega ao Brasil, e traz aos palcos “Traces”, que poderá ser visto em São Paulo, no Citibank Hall, este final de semana e de 20 a 24 de agosto.
“Traces” é o espetáculo mais celebrado da companhia canadense. Com uma alta dose de energia e impacto visual, misturando acrobacias tradicionais com manifestações urbanas, a montagem é ao mesmo tempo poética e explosiva, bem-humorada e reflexiva. O trabalho reúne no palco uma trupe de amigos — Francisco, Raphael, Brad, Heloise e Will —, que se encontraram na adolescência e hoje representam o que há de mais moderno no mundo do circo contemporâneo, a nova geração daquela que é considerada a terceira onda do circo mundial, o Circo Urbano.
A montagem acontece em um momento imaginário em que a humanidade está à beira de uma catástrofe. Trancados em um bunker, os cinco personagens vivem seus últimos momentos, determinados a criar um antídoto para o desastre iminente usando todos os modos de expressão disponíveis para eles. Contando histórias de seu passado, dividindo experiências pessoais, eles vão se revelando ao público sob todos os ângulos possíveis para tentar deixar uma última marca pessoal neste mundo, os seus traços (traces, em inglês), antes de desaparecer. Uma mistura surpreendente, que não deixa o público se sentir indiferente em nenhuma parte do mundo.
Este ano o trabalho foi apresentado durante três semanas no Victory Theatre, em Nova York. Recebeu duas indicações e ganhou um dos principais prêmios do teatro norte-americano, o Drama Desk Awards.
¤
PARA VER — “Traces”. Hoje, amanhã e domingo e de 20 a 24 de agosto, no Citibank Hall (avenida Jamaris, 213), em São Paulo. Às quartas, quintas e sextas-feiras, às 21h30; sábados às 17h e 21h30; e domingos, às 16h e 20h. Ingressos custam de R$ 180 a R$ 60. Mais informações (11) 6846-6040.

Nenhum comentário: