quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Cedan sai do papel

Camilla Pupa, diretora da Cedan


Marcela Benvegnu

A Cedan (Companhia Estável de Dança) de Piracicaba finalmente saiu do papel. O anúncio foi feito ontem pela manhã pelo secretário da Ação Cultural, Omir Lourenço, e pela diretora da companhia, Camilla Pupa, em coletiva de imprensa realizada no Teatro Municipal “Dr. Losso Netto”. O lançamento oficial da companhia — garantida pela criação da Lei nº 6072/2007 —, acontece depois de amanhã, às 20h30, no Teatro Municipal, quando várias escolas de Piracicaba apresentam seus melhores trabalhos.
A Cedan tem por finalidade incentivar e possibilitar a criação e um corpo de baile amador permanente, que apresente periodicamente espetáculos, propiciando a formação teórica e prática do bailarino. “Além de aulas práticas com professores renomados, temos como meta ensinar noções sobre história da dança, análises e interpretações das coreografias, improvisação, expressão corporal, montagem de espetáculos e, claro, visitas a teatros, espetáculos, seminários, e outras companhias de dança”, fala Camilla.
A Cedan funcionará a princípio dois dias por semana em local a ser definido, com uma carga de trabalho de cinco horas — podendo ser ampliada. Os 20 bailarinos da companhia serão selecionados mediante audição, no dia 20 de setembro, a partir das 9h30, na Sala 2 do Municipal, por uma banca de renome no mundo da dança. Estarão em Piracicaba Maria Pia Finocchio, presidente do Sindicato dos Profissionais de Dança do Estado de São Paulo; Addy Ador, a única primeira bailarina brasileira na história do American Ballet Theatre, e Eduardo Bonnis, coreógrafo de diversas companhias de dança no Brasil e exterior. “É muito importante que Piracicaba receba estas personalidades e que a dança cresça como um todo. A Cedan é a união das escolas da cidade”, aponta Lourenço.
¤
AVALIAÇÃO — Os candidatos serão avaliados durante aula técnica de balé clássico e prova prática de aptidão, sendo que somente os aprovados durante a aula técnica estarão credenciados a realizar a prova prática que compreende uma variação do repertório clássico do século 18 ou 19, ou um solo livre (ponta para meninas). A avaliação obedecerá aos critérios de relação corpo e espaço, presença cênica, musicalidade, capacidade de assimilação de seqüências, qualidade de movimento, habilidade de improvisação, domínio técnico e harmonia músculo esquelética. Uma prova escrita em forma de redação — sem caráter eliminatório — será realizada. O tema deve ser escolhido pelo candidato mediante uma lista fornecida junto com a ficha de inscrição.
Só podem se inscrever maiores de 14 anos. Meninos tem que ter no mínimo dois anos de experiência em dança, e meninas prática de no mínimo seis anos, sendo que deve ter dois anos de prática de ponta. O resultado dos bailarinos aprovados será divulgado no dia 3 de outubro.
¤
SERVIÇO — Audição da Cedan. Dia 20 de setembro, 9h30 na sala 2 do Teatro Municipal “Dr. Losso Netto”. A inscrição é gratuita e vai até o dia 15 de setembro. Data, local e horário foram enviados pelos organizadores. Mais informações (19) 3434-2168.

Nenhum comentário:

Revista de Dança

Queridos amigos e seguidores do Tudo É Dança, Escrevo hoje para dividir com vocês todos, que dançam comigo aqui durante todos esses anos, ...